Conteúdo

2009-04-06|Disciplina: Pentateuco I - Gênesis

Pentateuco

A formação do povo de Deus
Por: Pr. Aluízio A. Silva
Pentateuco

Gênesis pode ser descrito com exatidão como o livro dos princípios. Nele estão descritos não apenas o início dos céus e da terra, da vida vegetal, animal e humana, mas também de todas as instituições e relacionamentos humanos. O homem sempre desejou saber como o mundo veio à existência, e o livro de Gênesis responde satisfatoriamente às nossas perguntas.

 

O livro de Êxodo começa com a redenção e termina com a morada de Deus. Ele deseja ter um povo como Sua morada na terra, mas como esse povo é caído, Ele precisou primeiro redimi-lo e libertá-lo do Egito.

 

Para entender Levítico, devemos entender o que já temos estudado. Em Gênesis, temos um povo escolhido de Deus, em Êxodo, um povo libertado por Deus; Sua vontade revelada na Lei e Sua presença no Tabernáculo. Levítico nos diz como se pode aproximar de Deus e o que Ele requer daqueles que estão em Sua presença. Em outras palavras, temos, em Gênesis, a eleição divina; em Êxodo, a libertação divina; em Levítico, o culto divino. As lições ensinadas aqui são propostas com tanta clareza e ênfase, que é impossível perder a sua significação.

 

Deuteronômio é a proclamação de uma segunda chance para Israel. A falta de fé e a infidelidade deles tinham impedido a conquista de Canaã anteriormente. O que Deus havia prometido a Abraão, Isaque e Jacó séculos antes está prestes a se tornar realidade. Aprenderemos em Deuteronômio uma série de recomendações de Moisés aos israelitas enquanto ele se prepara para morrer e eles se aprontam para entrar na Terra Prometida.